22 de setembro de 2010

Floricultura e jardinagem.


Essa floricultura aqui, é como eu imagino que deva ser! Lembra? Flores soltas nos baldes, arranjos avulsos elaborados pelo próprio cliente...
Deu até vontade de abrir uma!!
 

Este é o polígrafo da aula:

TER UMA FLORICULTURA – ideia ou oportunidade?


Inicialmente, você precisa refletir nesta diferença que há entre ter uma idéia ou se existe uma real oportunidade de negócio!
Para que você descubra isso, começaremos relembrando que o mercado de flores e plantas, historicamente, viveu de dois apelos:
- sedução
- decoração social

Muitas mudanças aconteceram nestes últimos anos:
1- As flores ganharam espaço como presente complementar;
2- Aumentou o consumo de flores para uso próprio;
3- As mulheres passam a ser consumidoras diretas;
4- As flores são valorizadas no ambiente de trabalho;
5- As pessoas estão comemorando mais fortemente as datas familiares.

O consumo do “Bem-estar.”

Tem haver com o que você pode proporcionar ao seu cliente.
Entenda: não será o florista que vender mais barato que vencerá este desafio, mas aquele que oferecer o maior valor agregado.
O que envolve? Originalidade, criatividade, qualidade de produtos, atendimento, simbolismos, conveniência, lançamentos e inovações.

BELEZA + PREÇO JUSTO + DURABILIDADE

É preciso então: planejamento estratégico e reflexão sobre a sua rotina de serviços.
Também é preciso conhecer as necessidades do produto a ser vendido criando um espaço que permita sua manutenção.
Não esqueça: “Você estará trabalhando com um produto vivo!” O estresse que a planta sofreu na loja se manifestará na casa do cliente, depreciando a beleza, comprometendo a durabilidade e gerando insatisfação.

1- Crie um conceito para a loja;
2- Treine seus funcionários para as vendas;
3- Tenha mais variedades que seus concorrentes;
4- Crie uma marca;
5- Invista em material de divulgação; (site, panfletos, catálogos...)
6- Desenvolva suas habilidades em arte floral.

Diferencie sua loja da concorrência.

Temos um excesso de oferta no mercado, que populariza o consumo, mas que desvaloriza e cria uma crise de identidade nas floriculturas e nos gardens centers. Somente aquelas lojas que forem boas em promoção e valor, sobreviverão!

Diferenciar o mix de produtos e o atendimento significa mais margem e lucratividade. Mais valor ao invés de somente preço.

Pergunta nº 01: O que são concorrentes de massa e quem são os informais?
Importante:
1- Garanta a durabilidade de seus produtos;
2- Tenha mais variedades do que seus concorrentes;
3- Crie produtos exclusivos (pelo tamanho, pelos acessórios, pelos vasos ou pela combinação);
4- Tenha produtos tematizados;
5- Seja criativo na oferta de serviços: tele entrega, estacionamento fácil, alternativas de pagamentos, compras pela internet...

Crie valor aos seus produtos!

Pergunta nº 02: Qual é a diferença entre preço e valor?
Procure sempre diferenciar, na hora da venda, as características e os benefícios do que está mostrando. As características, no geral, não criam valor. Mas em cima de cada uma delas pergunte ou diga: “isso quer dizer...”

Este é o valor!

Não dependa das datas de pico. Explore o mercado do Bem-estar.
Estimule seu cliente a comprar flores em momentos casuais: um jantar especial, ao receber os amigos, saída do hospital, recém divorciada...
Faça campanhas promocionais com o apelo do bem-estar. Reforce vendas em datas secundárias como o Dia do médico ou Dia do amigo.

Explore o nicho das assinaturas de flores e plantas. Formate um serviço de fornecimento de arranjos ou plantas semanalmente, com cobrança mensal. Concentre-se em consultórios médicos, profissionais liberais e grandes empresas. Faça um atendimento personalizado.

Tenha processos operacionais eficientes: no recebimento, conferência e verificação da qualidade dos artigos, estoque, processo de manuseio, exposição, entrega e layout.
1- Treine seus funcionários;
2- Tenha uma infra-estrutura adequada termos de espaço e equipamentos;
3- Estude as normas de qualidade;
4- Questione-se sempre: minha loja é operacional?

Mantenha as prateleiras abastecidas. Não existe produto de valor em um ambiente sem valor!
1- Providencie um bom espaço para estocagem;
2- Selecione fornecedores de confiança;
3- Treine seus funcionários e crie os “grupos de qualidade!” (cada um ficará responsável por uma área da loja: prateleiras vazias, produtos velhos, sujeira e apresentação visual.)
4- Prefira expositores mais flexíveis, que possam ser tirados da loja em momentos de menos estoque.

Crie seu roteiro de atendimento.

1- “oi!”
2- Entrevista: o cliente procura o vendedor e revela suas necessidades. O vendedor deve explorar o assunto e evitar respostas rápidas;
3- Formular opções;
4- Lidar com objeções;
5- Fechamento;
6- Venda complementar.

Tenha atitude positiva para atender.

Informe sobre o seu produto. Informe como cuidar das plantas, seus significados e particularidades. Use linguagem simples e não técnica e nas prateleiras prefira a linguagem visual. Tenha uma equipe capacitada para fornecer informações de poda, irrigação, adubação e ambientação das plantas que você está vendendo.
Conheça seu produto.
Compre plantas sadias no estágio certo.
Armazene adequadamente as plantas.
Maneje corretamente as plantas.
Agrupe seus produtos para facilitar os cuidados. (plantas muito exigentes – plantas mediamente exigentes – plantas pouco exigentes – pouquíssimos exigentes – plantas especiais – flores de corte)

Um comentário:

  1. A Sua Floricultura Online SP! Envie Flores e Presentes com Qualidade e Comprometimento na Entrega SP em até 4hs. Lindos Arranjos e Buquês de Flores,visete nosso site.Flores

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...